1663

Prefeitura Municipal de Ibirapitanga

Pular para o conteúdo

Na manhã da última sexta-feira (20), a Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento Rural, Meio Ambiente e Turismo promoveu uma reunião para discutir uma futura proposta de implantação de uma política municipal de produção orgânica e agroecológica para o município.

24/08/2021 às 10h06

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Na manhã da última sexta-feira (20), a Secretaria de Agricultura, Desenvolvimento Rural, Meio Ambiente e Turismo promoveu uma reunião para discutir uma futura proposta de implantação de uma política municipal de produção orgânica e agroecológica para o município.

Estiveram presentes representantes da Câmara de Vereadores de Ibirapitanga; da Federação de Agricultores Familiares e Empreendedores Familiares Rurais do Estado da Bahia (FAFER/BA); do Sindicato de Trabalhadores Rurais; e da Associação Joaquim da Mata.

Ibirapitanga é o município do estado que tem o maior número de agricultores familiares com certificação orgânica participativa, além de ser o segundo maior produtor de cacau da Bahia.

"É uma ação importante porque é o primeiro município da Bahia a ter a preocupação com esse tema e por já existir um eixo que trabalha com produtores certificados e outros agricultores que já estão se unindo, por meio dos assentamentos e associações que já têm um trabalho consolidado, a exemplo do assentamento Dois Riachões”, ressaltou Ana Cristina Souza, coordenadora técnica da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater).

O técnico da Secretaria de Agricultura e morador do Assentamento Dois Riachões, Luciano Silva, fez uma contextualização da produção de orgânico no Brasil, na Bahia e no município de Ibirapitanga, e apresentou o chocolate orgânico e certificado por meio da Rede Povos da Mata de certificação participativa: "Tratamos de uma lei municipal de Agroecologia e Produção Orgânica, para atender às demandas voltadas para o segmento da agroecologia. Dentro desse processo, a gente sente essa necessidade, porque o município é extremamente agrícola, de buscar formas de institucionalizar políticas para melhorar o desenvolvimento de agroecologia e produção orgânica".

*Com informações da SDR

Fotos: SDR