1663

Prefeitura Municipal de Ibirapitanga

Pular para o conteúdo
Última atualização:
|
Prefeitura Municipal de
Ibirapitanga

Como parte do encerramento do Agosto Lilás, a Secretaria de Desenvolvimento Social de Ibirapitanga (SEDES), por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social - (Creas), promoveu, no distrito de Itamarati, na terça-feira, 30 de agosto, uma tarde de acolhimento.

02/09/2022 às 11h24

Noticia

Galeria com imagens e vídeos sobre a matéria


Como parte do encerramento do Agosto Lilás, a Secretaria de Desenvolvimento Social de Ibirapitanga (SEDES), por meio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social - (Creas), promoveu, no distrito de Itamarati, na terça-feira, 30 de agosto, uma tarde de acolhimento.

O encontro aconteceu na sede do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), localizada no distrito.

Na ocasião, estiveram presentes a Secretária de Desenvolvimento Social de Ibirapitanga, Adélia quinto; a assessora da secretária, Leia Barreto; a Assessora de Alta Complexidade, Sarine Maynart; conselheiros tutelares; colaboradores e coordenadores dos diversos programas do Centro.

Direcionada para os usuários do serviço ou responsáveis, para o grupo da terceira idade, bem como para a comunidade em geral, a roda de conversa teve como palestrantes as psicólogas Bárbara Quinto, Hiasmim Santos e Karlla Jokasta.

As palestrantes abordaram sobre a questão da violência doméstica como um problema que deve e precisa ser combatido nos lares, a partir da conscientização dos companheiros, filhos e da própria vítima acerca da importância da denúncia. Elas também explicitaram sobre os vários tipos de violência e abusos que as mulheres sofrem no dia a dia. Quem também sanou diversas dúvidas, foi a advogada Daniela Gomes, fornecendo suporte jurídico.

Segundo a Secretária de Desenvolvimento Social, Adélia quinto, ações como essa fortalecem o vínculo família/comunidade e evidencia o fato de que juntos é possível se fazer muito mais. Ela ressaltou que a campanha Agosto Lilás chegou ao final, mas a luta e as ações continuam. “O enfretamento à violência contra a mulher tem que ser feito nos 365 dias do ano, porque proteger as mulheres é um dever de todos. Então, não podemos passar pano em nenhum tipo de violência ou abuso. Denuncie. Mulher, não se cale”, afirmou Quinto.

Ascom- PMI

Matéria- Caleb Lima

Fotos: Rita Santos